COVID-19 - IMPORTANT INFO - please click here to read.

Protocolo de Cirurgia

Protocolos anestésicos e cirúrgicos

Protocolos anestésicos e cirúrgicos

Protocolos anestésicos e cirúrgicos

image154

Exames de Sangue na Clínica

Protocolos anestésicos e cirúrgicos

Protocolos anestésicos e cirúrgicos

image155

Protocolos Anestésicos e Cirúrgicos

image156

Na eventualidade de o seu animal de estimação necessitar de uma cirurgia, a Clínica Veterinária de Lagos esforça-se por lhe fornecer uma experiência segura e o mais confortável possível. Para o fazer, utilizamos uma combinação de medicamentos seguros, vários aparelhos de monitorização e asseguramos um acompanhamento permanente, para nos certificarmos de que tudo corre bem com o seu animal.


Antes de admitirmos pacientes no hospital, perguntamos aos donos se gostariam de proceder a análises de sangue e de urina antes de iniciar a anestesia. Este processo é obrigatório para todas as pessoas que recebem um anestésico e recomendamos que também seja aplicado a todos os animais, especialmente aos mais velhos. Estas análises servem para avaliar a função dos órgãos principais (fígado e rins), e para determinar a segurança de qualquer anestésico antes que este seja administrado.


A clínica tem todos os equipamentos necessários para proceder a estas análises, no próprio dia a administrar o anestésico.

Anestesia

Depois de admitir o seu animal no nosso hospital, administramos uma injeção inicial que é uma combinação de um sedativo com um medicamento opiáceo. Isto permite-nos utilizar menos quantidade dos dois medicamentos (tornando-os mais seguros) e inicia o plano de analgesia (alívio da dor) antes da cirurgia.


Quando o paciente está pronto, colocamos um cateter intravenoso, que nos permite administrar fluidos intravenosos durante todo o processo de anestesia. Estes fluidos mantêm a pressão arterial e a perfusão em todos os órgãos principais durante a cirurgia. Ambas as funções são vitais para que a anestesia funcione da forma mais segura possível. Em caso de necessidade, os cateteres intravenosos também nos permitem administrar qualquer medicamento por via intravenosa de maneira segura e rápida.


O paciente é anestesiado e colocado sob o efeito de oxigénio e isoflurano (um gás anestésico) durante todo o processo anestésico.


Depois disso, ligamos os nossos pacientes a três aparelhos de monitorização que avaliam continuamente a respiração, pulsação, oxigenação e função cardíaca. Estes aparelhos continuam ligados ao animal até que este acorde, registando todos os sinais vitais num gráfico durante todo o processo.


Após a cirurgia, os animais recuperam da anestesia num canil aquecido e são monitorizados por uma enfermeira até acordarem. 

Cirurgia

Tosquiamos o pêlo dos pacientes numa área específica antes de serem levados para a sala de cirurgia. Uma vez lá dentro, são assepticamente preparados e podemos iniciar a cirurgia.


A cirurgia é realizada com instrumentos e campos cirúrgicos esterilizados e todos os intervenientes vestem batas, luvas e máscaras.


Concluímos todas as nossas cirurgias utilizando suturas intradérmicas. Isto significa que as suturas não ficam salientes da pele, para que o animal não se sinta tentado a puxar os fios da sutura. Assim, os nossos pacientes não precisam de utilizar um “balde” na cabeça nos dias seguintes à intervenção.


Todos os pacientes cirúrgicos recebem sedativos adequados à sua situação. Estes sedativos podem variar entre injeções anti-inflamatórias a anestesia epidural, e o objetivo é manter o seu animal o mais confortável possível no período pós-operatório.


A diminuição da dor é fundamental para a recuperação dos nossos pacientes cirúrgicos.


O nosso objetivo é que os nossos pacientes possam ir para casa no mesmo dia, para que os possa ter de volta o mais rápido possível. Normalmente, o seu cão pode comer no dia da intervenção, mas recomendamos que lhe dê uma porção menor devido ao efeito do anestésico. Dependendo da intervenção a que é submetido, o seu animal de estimação pode ficar atordoado durante dez a doze horas por causa do medicamento opiáceo que lhe administramos, mas este medicamento também lhe proporciona alívio da dor durante todo o processo de recuperação.


Teremos toda a disponibilidade para discutir estes procedimentos consigo, queremos que os nossos clientes se sintam tão confortáveis com o nosso protocolo anestésico quanto nós 

Exames de Sangue na Clínica

image157

Quando coloca o seu animal de estimação nas nossas mãos, queremos proporcionar-lhe os melhores cuidados de saúde possíveis. É por isso que recomendamos determinados testes quando o seu animal tem um problema de saúde ou quando tem de ser anestesiado.


Independentemente da idade, dos exames físicos e do historial médico do seu animal, recomendamos testes de diagnóstico para identificar problemas de saúde e iniciar o tratamento o mais cedo possível. Estes testes são ainda mais importantes quando o seu animal de estimação não se sente bem ou os sintomas que apresenta são difíceis de definir.


Se for necessário colocar o seu animal de estimação sob anestesia por qualquer motivo, recomendamos fortemente o teste pré-anestésico. A anestesia é extremamente segura para animais de estimação saudáveis, mas se o seu animal de estimação não estiver saudável (e às vezes é difícil ter esta certeza sem realizar testes diagnóstico), podem ocorrer complicações durante e após o procedimento anestésico. Podemos minimizar o risco potencial quando conhecemos o verdadeiro estado da saúde do seu animal antes de administrar a anestesia.

As quatro razões principais para proceder a estes testes diagnósticos antes da anestesia são:


  • Os animais de estimação não nos conseguem dizer quando se sentem mal. Apesar de parecer saudável, o seu animal pode estar doente ou padecer de alguma enfermidade. Por exemplo, um animal de estimação pode perder até cerca de 75% da função renal antes de demonstrar qualquer sintoma físico da doença. Os testes de diagnóstico ajudam-nos a avaliar a estado do fígado e dos rins do seu animal de estimação, para que possamos evitar problemas relacionados com a anestesia.


  • Estes testes minimizam os riscos. Se os resultados do pré-anestésico estiverem dentro dos limites normais, podemos prosseguir com confiança, sabendo que o risco anestésico é mínimo. Por outro lado, se os resultados não estiverem dentro dos limites normais, podemos alterar o procedimento anestésico de forma a proteger e assegurar a saúde do seu animal.


  • Você merece estar de consciência tranquila. Os testes de diagnóstico podem reduzir significativamente o risco médico associado à anestesia e garantir a saúde e a segurança do seu animal.


  • Os testes diagnósticos podem ajudar a proteger a saúde futura do seu animal de estimação. Estes testes dão-nos os níveis normais de referência para o seu animal de estimação e tornam-se parte do seu processo médico, para referências futuras. Ao realizar testes de sangue no futuro, podemos comparar os resultados com estes níveis de referência. 


Para mais informações sobre os exames laboratoriais que realizamos na Clínica Veterinária de Lagos, por favor contacte-nos.